IMPLICAÇÕES PEDAGÓGICAS DE UMA DESCRIÇÃO SEMIÓTICA DO DESENVOLVIMENTO COGNITIVO

Juliano Sousa Matos

Resumo


O trabalho realiza uma avaliação do impacto conceitual de uma descrição semiótica do desenvolvimento cognitivo na compreensão dos processos de aprendizagem, elaborada a partir das contribuições de LS Vygotsky e CS Peirce. Considerando a possibilidade de descrever a dinâmica do desenvolvimento cognitivo infantil a partir de funções semióticas, o trabalho identifica, caracteriza e contrapõem uma pedagogia do sentido, fundada na produção de dispositivos de  significação e uma pedagogia do significado, fundada na reprodução dos dispositivos socioculturais de significação. Em seguida são descritos e analisados os agenciamentos de uma pedagogia do sentido, destacando o protagonismo da autoria sobre o entendimento no processo de aprendizagem. Assim, são descritos quatro princípios reguladores do agenciamento pedagógico a partir do sentido: 1) o primeiro momento da aprendizagem é o da autoria; 2) a criança se desenvolve cognitivamente na direção do leitor; 3) discursos e bens simbólicos socioculturais devem ser compreendidos como elementos para a produção de sentidos e não para a reprodução de significados; e 4) o diálogo dos sentidos é mediado pelo contexto dos significados. Em sua conclusão o trabalho discute o agenciamento pedagógico a partir do reprodução do significado, ressaltando o risco de violência simbólica nos processos de aprendizagem.


Palavras-chave


Pedagogia, Semiótica, Desenvolvimento Cognitivo, LS Vygotsky, CS Peirce.

Texto completo:

PDF